Advogados e lideranças da classe prestigiaram a palestra do jurista Modesto Carvalhosa no evento do MDA em Campinas

Turma de Uniformização do TJSP define contagem de prazos nos Juizados Especiais Cíveis
07/06/2018
CCJ da Câmara aprova PL que isenta advocacia do pagamento de custas na execução de honorários
08/06/2018

Cerca de 200 advogados e estudantes de Direito participaram do evento que marcou o início das atividades do MDA – Movimento de Defesa da Advocacia – em  Campinas e que contou com a palestra do jurista Modesto Carvalhosa,  sobre o tema  “Uma Nova Constituição para o Brasil e o Futuro da Advocacia”. O evento, realizado na última terça-feira (5/06) na Casa da Advocacia de Campinas, reuniu várias lideranças da advocacia no Estado.

O presidente da OAB Campinas, Daniel Blikstein, fez a abertura do evento e parabenizou o MDA pela iniciativa de estender o trabalho da entidade para Campinas. A mesa teve a presença do presidente da OAB SP, Marcos da Costa; do presidente da CAASP;  Braz Martins Neto; da vice-presidente da OAB Campinas Luciana Freitas; e da diretora do MDA com a presença do presidente Rodrigo Monteiro de Castro; do presidente do Conselho, Eduardo Perez Salusse e do  conselheiro Cesar Eduardo Zalaf, nomeado presidente do MDA Campinas.

Também prestigiaram o evento os diretores da Subseção Campinas,  Paulo Braga,Cláudio Vieira e Ivan Castrese ; os conselheiros estaduais Raquel Tamassia, Lucia Hansen Cirilo; Aderbal da Cunha Bergo e Fernando Freire;   o presidente da 1ª Turma Deontológica do TED e vice-presidente do MDA, Pedro Paulo Gasparini; os diretores do MDA,  Cibele Miriam Malvone e Rodrigo Jorge Moraes; o presidente da Comissão Estadual de Relacionamento com o TRT-15 da Secional, Sérgio Carvalho de Aguiar Vallim Filho; o presidente da Comissão de Prerrogativas da Seccional, Cid Vieira de Souza; e a presidente da Subseção de Valinhos, Raquel Pardo.

Em sua palestra, Modesto Carvalhosa falou sobre a necessidade de uma nova Constituição para o Brasil. “Nós temos uma estrutura de poder ultrapassada. Embora a Constituição de 88 tenha se prestado muito a nos regenerar da ditadura militar, hoje em dia ela é superada no sentido de que trouxe um corporativismo muito acentuado na sua estrutura e não admitiu, de certa maneira, uma representação efetiva do eleitorado, da composição do poder no Brasil, através desse voto proporcional que não é nada e não representa nada da sociedade. Nós temos que pensar em uma nova constituição”, disse o jurista.

O evento do MDA e a íntegra da palestra foram transmitidos pela página do facebook da OAB Campinas. Para assistir, basta acessar a área de vídeos: https://www.facebook.com/oabspcampinas/   

Sobre o MDA

Fundado em 2003, em São Paulo, Movimento de Defesa da Advocacia  é uma associação civil, sem fins lucrativos, que tem como objeto a valorização da advocacia e a defesa das prerrogativas do advogado. A entidade conta com cerca de 4.000 profissionais associados.

De acordo com o presidente do MDA em Campinas, Cesar Eduardo Zalaf, a entidade busca atuar, debater, refletir e opinar a respeito de temas relevantes à advocacia e ao país, como o respeito às prerrogativas profissionais e o respeito à ordem  constitucional. 

Para o  presidente do MDA, Rodrigo Monteiro de Castro, o protagonismo da advocacia é fundamental para que se mantenha o estado de direito. “O propósito do MDA é defesa intransigente das prerrogativas profissionais, e ao longo desses 15 anos, vem cumprindo esta função”, pontuou.

Skip to content