OAB SP divulga Nota de Repúdio sobre fala presidencial

Campanha CAASP de Vacinação contra a Gripe para a advocacia de Campinas será nos dias 13, 14 e 15 de maio
29/04/2019
Congresso Nacional de Direito do Trabalho do TRT-15 será nos dias 6 e 7 de junho
07/05/2019

A Ordem dos Advogados do Brasil, Seção de São Paulo, por meio da sua Comissão da Mulher Advogada, manifesta seu veemente repúdio à fala indecorosa e desrespeitosa do senhor presidente da República, Jair Messias Bolsonaro, em virtude de frase por ele proferida e que circulou em diversos veículos de comunicação.

É lamentável que a principal autoridade do Poder Executivo desta Nação, representante máximo do povo, cabendo a ele as tarefas de chefe de Estado e de Governo, se sinta à vontade para estimular e colocar as mulheres à disposição do turismo sexual neste país.

Não é dado a qualquer pessoa, e especialmente ao presidente da República, que utilize seu cargo para banalizar condutas de violência sexual, que muitas vezes, inclusive, culminam no tráfico internacional de pessoas e que atingem crianças, meninas e mulheres.

Em um país onde a violência contra a mulher alcança níveis epidêmicos, com pessoas sofrendo e morrendo, diuturnamente, com os mais diversos níveis de brutalidade, esta Comissão não pode permanecer silente, sob pena de ser omissa e conivente com os impropérios proferidos por aquele que, justamente, deveria ser o maior defensor das brasileiras e brasileiros.

Portanto, diante da gravidade dos fatos veiculados, a OAB SP lamenta e repudia, com veemência, a declaração lançada, que fere a dignidade de todas as mulheres desta Nação, e espera que, doravante, ao invés de ataques, se comprometa com a implementação de políticas públicas aptas a erradicar todas as formas de violência contra a mulher.

A luta pela igualdade de gênero exige coragem.

Em 30 de abril de 2019, Dia Nacional da Mulher.

Comissão da Mulher Advogada da OAB SP