Caminhada da OAB Campinas na Campanha mundial pelo fim da violência contra as mulheres será no dia 8 de dezembro

Estado de São Paulo abre novo Programa Especial de Parcelamento do ICMS
28/11/2019
PUC-Campinas está matrículas abertas para curso de extensão na área de Comunicação
02/12/2019

A Comissão da Mulher Advogada transferiu a Caminhada pelos 16 Dias de Ativismo Pelo Fim da Violência Contra as Mulheres para o dia 8 de dezembro (domingo). A concentração será às 9h, na Concha Acústica do Taquaral.  A presidente da Comissão, Fábia Bigarani, reforça o convite às advogadas e os advogados para que participem da caminhada, vestindo uma camiseta laranja.

A mudança da data foi motivada pelo objetivo maior que é o de promover a união das pessoas pela causa, uma vez que no dia 8 acontece a Caminhada do Grupo Mulheres do Brasil,  que reunirá instituições, entidades, a sociedade civil organizada e a população geral, tendo como slogan a frase “Vamos Caminhar Juntas”. 

Os 16 Dias de Ativismo pelo Fim da Violência contra as Mulheres é uma campanha anual e internacional que começa no dia 25 de novembro, Dia Internacional pela Eliminação da Violência contra as Mulheres, e vai até 10 de dezembro, Dia Internacional dos Direitos Humanos.

O movimento teve início em 1991,por ativistas no Instituto de Liderança Global das Mulheres, e continua a ser coordenada anualmente pelo Centro para Liderança Global das Mulheres. É uma estratégia de mobilização de indivíduos e organizações, em todo o mundo, para engajamento na prevenção e na eliminação da violência contra as mulheres e meninas.
Em apoio a esta iniciativa da sociedade civil, a campanha do Secretário-Geral da ONU “UNA-SE pelo fim da violência contra as mulheres até 2030” pede ações globais para aumentar a conscientização, estimular os esforços de defesa e compartilhar conhecimentos e inovações. Tem liderança do secretário-geral da ONU, António Guterres.

Neste ano a campanha da UNA-SE marcará os 16 dias de ativismo pelo fim da violência contra as mulheres tem como tema: ‘’ Pinte o mundo de laranja: geração igualdade contra o estupro!”