Estudante de Direito campineira integra a delegação brasileira que participará da Youth Assembly da ONU

22º Congresso Nacional de Direito do Trabalho e Processual do Trabalho do TRT-15 será nos dias 18 e 19 de agosto
01/08/2022
Portaria do TRT-15ª atualiza normas sanitárias para acesso às unidades judiciárias e administrativas
04/08/2022

A jovem estudante de Direito, Ana Isabel Resch, será a única representante de Campinas a participar da Youth Assembly, conferência da Organização Mundial das Nações Unidas (ONU), uma das maiores conferências internacionais sobre liderança jovem e desenvolvimento sustentável do mundo que acontece na próxima semana em Nova York, nos Estados Unidos, entre os dias 12 e 14 de agosto.

Natural de Campinas e cursando a Faculdade de Direito da USP, Ana Isabel foi selecionada para integrar a delegação brasileira. A Youth Assembly promove palestras, workshops e discussões para expor problemas mundiais de desenvolvimento, além de avaliar ideias e soluções a partir da integração dos jovens de mais de 110 países que estarão presentes ao evento.

Com apenas 20 anos, a jovem passou por um extenso processo de seleção para integrar a delegação brasileira. “eu precisei comprovar que estou trabalhando em prol dos objetivos de desenvolvimento sustentável da ONU e da Agenda 2030 e como estou fazendo isso, descrevendo os impactos, locais ou globais, dos projetos com os quais trabalho e já trabalhei”, contou a estudante.  

Aluna do 4º semestre de Direito na Faculdade de Direito do Largo de São Francisco na capital paulista, Ana não esperava ser selecionada. “Por mais que quisesse muito ser selecionada, imaginei que isso pudesse não acontecer, já que estou no começo da faculdade e ainda não tenho um projeto social meu propriamente dito, apesar de já ter participado e participar como voluntária em outras iniciativas”, explicou.

Diante dos desafios sobre os temas a serem debatidos no evento, além do aprendizado, a expectativa da estudante campineira é também o de fortalecer a juventude brasileira “minha expectativa para a conferência é que eu possa não só aprender com outros delegados ao redor do mundo e com líderes globais, mas também me inspirar para tomar novas ações em prol do desenvolvimento sustentável. Buscarei também com a minha participação mostrar que o Brasil tem muito a contribuir pelas causas da ONU, e que a juventude brasileira não se acomoda e busca ativamente soluções para os problemas nacionais e mundiais, pontuou Ana Isabel Resch.

Skip to content